Socialismo e comunismo: origens, definições e diferenças

O socialismo é um sistema econômico e ideológico que procura alcançar a igualdade entre os membros da sociedade.

O comunismo, por outro lado, seria o resultado da implantação das ideias socialistas, onde o objetivo principal é a busca da igualdade entre os membros da sociedade. Assim, o governo, que estaria formado pela classe trabalhadora, seria o proprietário e teria o poder decisório em todos os assuntos.

Diferença entre socialismo e comunismo

O quadro a seguir traz diferenças conceituais entre o socialismo e o comunismo.

Origem e ideias do Comunismo

Há 172 anos, Karl Marx e Friedrich Engels publicavam o controverso  Manifesto Comunista

O comunismo tem origem no “Manifesto Comunista”, um panfleto de Karl Marx e Friedrich Engels apresentado em 1848. Nele, está exposta a teoria sobre a luta entre as classes econômicas, que terminaria com uma violenta derrubada da sociedade capitalista, do mesmo modo que a sociedade feudal foi eliminada durante a Revolução Francesa.

Eles teorizam que após a revolução comunista os trabalhadores tomariam o controle dos meios de produção. Com o tempo, o governo iria desaparecer, à medida que os trabalhadores construiriam uma sociedade sem classes e uma economia baseada na propriedade comum.

Segundo a teoria, a produção e o consumo alcançariam um equilíbrio, pois a premissa está baseada em que “cada um contribui de acordo com suas habilidades e recebe de acordo com suas necessidades“. Além disso, a religião e outras instituições de controle social também teriam fim.

Essa ideologia revolucionária de Karl Marx inspirou movimentos sociais do século XIX e XX, como a Comuna de Paris. Outro exemplo foi a Revolução Bolchevique em 1917, que derrubou o czar russo e, após uma guerra civil, estabeleceu a fracassada experiência da União Soviética.

Origem e ideias do Socialismo

O socialismo aproveita algumas ideias iluministas e os primeiros estudos foram articulados por Henri de Saint-Simon (1760-1825) e seus seguidores Robert Owen, Charles Fourier, Pierre Leroux e Pierre-Joseph Proudhon, que desenvolveram o denominado socialismo utópico.

Esses pensadores apresentaram ideias sobre uma distribuição mais igualitária da riqueza, melhores condições de trabalho, propriedade comum dos recursos produtivos e um suposto senso de solidariedade entre a classe trabalhadora.

Alguns também defendiam que o estado assumisse um papel central na produção e na distribuição de bens. O marxismo emergiu neste meio, definido por Engels como o “socialismo científico”.

Principais diferenças econômicas entre Comunismo e Socialismo

O socialismo e o comunismo defendem que os recursos da economia devem ser de propriedade coletiva, mas diferem em questões relacionadas à gestão e controle da economia.

No socialismo, os cidadãos tomariam as decisões econômicas por meio das comunas ou conselhos, havendo a presença do estado. Já no comunismo, o estado perderia o seu sentido e deixaria de existir, com as decisões sendo tomadas coletivamente pelos trabalhadores.

O socialismo e o comunismo também diferem na forma de distribuição da riqueza produzida. O socialismo defende que os bens e serviços produzidos deveriam ser distribuídos com base na produtividade de cada indivíduo, enquanto o comunismo acredita que a riqueza deve ser compartilhada com base nas necessidades de cada indivíduo.

Outra grande diferença diz respeito à propriedade. No socialismo existem dois tipos de propriedade: a propriedade pessoal de um indivíduo e a propriedade industrial que pertence à sociedade. Por exemplo, os indivíduos podem ter uma televisão, mas não podem ser donos da fábrica que a produz, pois toda a capacidade de produção seria de propriedade comum e gerida pelo governo.

Em contrapartida, no comunismo, todos os bens e serviços são de propriedade pública.

Principais diferenças políticas entre Comunismo e Socialismo

Na teoria marxista, a sociedade comunista somente seria construída a partir do socialismo, com as diferenças sendo relativamente pequenas. Entretanto, há diversas divergências doutrinárias ao longo do século XIX e XX.

No comunismo não existiria distinções de classe, pois todos seriam tratados da mesma forma. Já o socialismo pregaria uma diminuição dessas distinções, mas ainda haveria pessoas que detentessem mais riquezas do que outras.

O comunismo também vê a transição do capitalismo como uma revolução violenta, onde este seria destruído à medida que os trabalhadores se rebelariam contra as classes média e alta. Já o socialismo defende uma transição gradual do capitalismo por meio de processos legais e políticos, como por meio de processos eleitorais.

Comunismo e Socialismo na prática

As tentativas de experiências socialistas ao longo do século XX e XXI se mostraram fracassadas no âmbito econômico, em especial diante das dificuldades para realizar o cálculo econômico.

As experiências socialistas desprezaram direitos humanos e se mostraram fortemente desiguais,

As tentativas de padronizar o ser humano nesses experimentos a partir da criação do novo homem comunista se materializaram em grandes ataques à liberdade e autonomia individual.

A distinção entre o aumento de riqueza entre regimes socialistas, como o cubano, e outros que abraçaram o sistema de economia de mercado, como Hong Kong, chegaram a ordem de sete vezes em poucas décadas.

Experiências de coletivização da produção agrícola inspiradas nas ideias socialistas trouxeram fome e mortes em países como a Tânzania (antes, a maior produtora de comida da África), na China (com o Grande Salto Adiante de Mao-Tsé Tung, uma tragédia que sepultou a vida de 45 milhões de chineses), Venezuela, entre outros exemplos.

Por fim, a ideologia pavimentou o caminho para regimes totalitários e autoritários, que resultou na supressão de liberdades individuais e econômicas, perseguições políticas e milhões de mortes.

O Ideias Radicais se dedica à divulgação de informações e conhecimentos para se contrapor ao uso de coerção que possibilite novas experiências socialistas e comunistas a fim de evitar novas tragédias humanitárias causadas por essas ideologias. Você também pode contribuir para o projeto doando neste link.

, , , , , ,

Ideias Radicais

Por:

Fundado em 2015, o Ideias Radicais busca difundir o libertarianismo e ajudar a construir uma sociedade livre.

Relacionados

BitPreço
Settee