Estados avançam em liberdade econômica. Veja ranking de 2020

O Índice Mackenzie de Liberdade Econômica Estadual (IMLEE) de 2020 apresentou avanço nos estados em comparação à edição de 2019. Em âmbito nacional, o Brasil ficou na 144º colocação em 2020 no ranking de liberdade econômica da Heritage Foundation e na 105º posição no estudo do Fraser Institute. Todos esses indicadores medem a liberdade econômica das regiões, sendo o IMLEE dedicado aos estados brasileiros e de seus respectivos municípios. O estudo também analisa a capacidade dos cidadãos de agirem economicamente sem restrições indevidas.

Tratam-se de indicadores que buscam caracterizar o que é o livre mercado e metrificá-lo, tornando uma discussão que seria mais filosófica a respeito deste modelo e seus benefícios em uma análise concreta para políticas em direção ao melhor caminho a ser seguido.

A finalidade do IMLEE é comparar o ambiente jurídico entre estados para fomentar o debate sobre liberdade econômica, além de estimular a adoção de políticas públicas que permitam maior crescimento e prosperidade da economia brasileira.

A metodologia do IMLEE

O IMLEE é calculado por meio de uma média simples de três pilares: gastos do governo, tributação e liberdade no mercado de trabalho. A nota geral pode variar de zero, que representa a menor liberdade, até 10, que representa maior liberdade.

No primeiro pilar, são considerados o custeio da máquina pública, as transferências e subsídios e, por último, despesas previdenciárias.

O segundo avalia impostos sobre renda, impostos sobre transferências e propriedade e tributos indiretos sobre produção, além de consumo de mercadorias e serviços. 

Por fim, o terceiro pilar avalia existências de leis estaduais sobre salário-mínimo e seu valor relativo anualizado em termos da renda per-capita anual, emprego do setor público das três esferas na jurisdição como proporção do total do emprego estadual (formal e informal) e densidade sindical.

Os dados do IMLEE de 2020 se referem ao período de 2018.

Quanta liberdade econômica tem o seu estado?

Levantamento de 2020, referente aos dados de 2018

Roraima, São Paulo, Espírito Santo, Pará e Rondônia são, respectivamente, os cinco estados com maior liberdade econômica do país. Esta foi a pontuação de cada estado:

Pontuação de cada estado no ranking

Tamanho do governo

No que tange ao tamanho do governo, Roraima está com a maior pontuação, com 9,6 pontos. Em segundo lugar apareceu a Paraíba, com 9,2, seguida de Rondônia, em terceiro, com 9,1. Nas últimas colocações e com um peso estatal maior, estão o Paraná, em último, com 7,8 pontos, o Rio Grande do Sul, em penúltimo, com 7,9, e o Acre, em antepenúltimo, chegando perto dos 8 pontos.

Números relativos ao tamanho de governo de cada estado

Tributação

Já em relação à tributação, Roraima, Maranhão, Amapá, Pará e Paraíba são os estados mais bem colocados. No fim do ranking, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás demonstram ter o maior peso tributário.

Pontuação dos estados em relação a tributação


Mercado de trabalho

Por fim, sobre o mercado de trabalho, os nomes mudam: Goiás aparece como o melhor, seguido de São Paulo e Mato Grosso. Nas últimas colocações estão Maranhão, Piauí e Amapá.

Números relacionados ao mercado de trabalho em cada estado

Os estados que melhoraram e os que pioraram em Liberdade Econômica

As variações entre 2017 e 2018, ano avaliado no Ranking de 2020, mostra que Roraima foi o estado que mais obteve melhorias nos quesitos analisados. Rio de Janeiro, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Alagoas, Acre, Piauí, São Paulo, Pará, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Sergipe, Goiás, Minas Gerais, Ceará e Paraíba, nesta ordem, também evoluíram.

A despeito do avanço no último levantamento, nenhum ente federativo é muito livre economicamente, tendo um ambiente de negócios comparável, por exemplo, aos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Enquanto isso, Bahia, Amazonas, Amapá e Maranhão foram estados que pioraram em comparação ao levantamento anterior.

Variação de pontuação de cada estado entre 2017 e 2018

, ,

Avatar

Por:

Head de Conteúdo do Ideias Radicais.

Relacionados