6 habilidades fundamentais que todo líder deveria praticar

Há uma velha história sobre um turista que pergunta a um nova-iorquino como chegar à sala de concertos Carnegie Hall e ouve como resposta: “Pratique, pratique, pratique”. Obviamente, este é um bom conselho se você deseja se tornar um artista de classe mundial — mas também é um bom conselho se você deseja se tornar um líder de alto nível.

Em HBR Leader’s Handbook — uma cartilha para aspirantes a líderes que desejam levar suas carreiras a um novo nível. Como parte de nossa pesquisa para o livro, entrevistamos mais de 40 líderes bem-sucedidos de grandes corporações, startups e organizações sem fins lucrativos para obter suas opiniões sobre o que é necessário para se tornar um líder. Também exploramos várias décadas de pesquisas sobre esse assunto publicadas na Harvard Business Review; e refletimos sobre nossa própria experiência na área de desenvolvimento de lideranças.

Nossa pesquisa e experiência têm nos mostrado que a melhor maneira de desenvolver proficiência em liderança não é apenas lendo livros e participando de treinamentos, mas ainda mais por meio da experiência real e da prática contínua.

Experiência prática de liderança

Veja o caso de Dominic Barton, que atuou como Diretor Executivo Global da McKinsey & Company de 2009-2018. Em uma entrevista conosco, refletindo sobre seu próprio desenvolvimento como líder, ele não citou programas de educação ou livros que havia lido, mas sim descreveu várias experiências de “aprender fazendo” que moldariam sua carreira de sucesso.

Como líder do escritório da McKinsey Coreia, por exemplo, ele percebeu que tinha “um pequeno playground para tentar coisas novas”. E contra todos os conselhos dos colegas locais de serem cautelosos e seguir as normas culturais, começou a escrever uma coluna provocativa de jornal que desafiava os tradicionais maneiras de trabalhar entre as empresas locais à medida que seus mercados continuavam a se globalizar.

“Eu me arrisquei e isso ajudou a nos colocar no mapa, como nunca antes.” Sua permanência na Coreia também o ensinou que ele era melhor em algumas coisas do que em outras: “Meu avaliador de desempenho costumava me bater regularmente durante aqueles dias, porque eu era melhor em abrir novas iniciativas do que levá-las à conclusão. Mais tarde, quando me tornei chefe da McKinsey Ásia, ele me ajudou a ver que eu precisava contratar um sólido COO (Diretor de Operações, do inglês, Chief Operating Officer) para trabalhar comigo – o que aumentou substancialmente minha eficácia de liderança nessa função maior”.

Habilidades fundamentais que todo líder deveria praticar

Nossa pesquisa também apontou seis habilidades de liderança em que a prática era particularmente importante. Elas não são misteriosas e certamente não são novas. No entanto, os líderes com quem conversamos enfatizaram que essas habilidades fundamentais realmente importam. Os aspirantes a líderes devem se concentrar na prática destes princípios básicos.

  • Molde uma visão que seja empolgante e desafiadora para sua equipe (ou divisão / unidade / organização);
  • Traduza essa visão em uma estratégia clara sobre quais ações tomar e o que não fazer;
  • Recrute, desenvolva e recompense uma equipe de pessoas excelentes para executar a estratégia;
  • Foco em resultados mensuráveis;
  • Promova a inovação e o aprendizado para sustentar sua equipe (ou organização) e desenvolver novos líderes;
  • Lidere a si mesmo – conheça a si mesmo, melhore-se e gerencie o equilíbrio apropriado em sua própria vida.

Não importa onde você esteja em sua carreira, você pode encontrar oportunidades para praticar essas seis habilidades. Você terá vários graus de sucesso, o que é normal. Mas, ao refletir sobre seus sucessos e fracassos em cada etapa e obter feedback de colegas e mentores, você continuará fazendo ajustes positivos e encontrará mais oportunidades de aprender. 

Uma pesquisa de Francesca Gino e Bradley Staats publicada na HBR mostra como essa reflexão pode ser importante para o seu aprimoramento: eles descobriram que os trabalhadores foram capazes de melhorar seu próprio desempenho em 20% depois de passar 15 minutos no final de cada dia escrevendo reflexões sobre o que eles fizeram bem: o que fizeram de errado e suas lições aprenderam. Os líderes geralmente têm uma tendência para a ação que os impede de recuar dessa maneira — mas é a reflexão sobre sua prática que o ajudará a melhorar.

Conclusões

Não espere que as oportunidades de aprendizagem sejam entregues a você. Procure-as e ofereça-se para enfrentá-las. E se você não vê as oportunidades em sua própria organização, encontre-as fora de seu trabalho profissional em um grupo comunitário, uma organização sem fins lucrativos ou religiosa, que muitas vezes tem fome de líderes para intervir e progredir.

Por exemplo, Stew Friedman, da Wharton, descreveu como um jovem gerente que aspirava se tornar CEO ingressou em um conselho comunitário da cidade, o que lhe permitiu aprimorar suas habilidades de liderança; três anos depois, ele estava em um caminho de sucessão formal para CEO.

Eventualmente, conforme você progride, você alcançará um nível de capacidade nessas áreas de modo que começará a ver resultados: você fará as coisas acontecerem com sucesso por meio das pessoas que trabalham para você em sua equipe ou divisão.

À medida que você tiver sucesso, esses resultados começarão a ser construídos uns sobre os outros – você supervisionará um novo produto que se tornará um sucesso descontrolado ou assumirá o comando de uma iniciativa transformacional que redefina um mercado importante.

Mais e mais pessoas vão querer se inscrever e trabalhar com você. Os clientes perguntarão pelo seu nome. Você será convidado a representar a empresa nas principais conferências do setor. Quer você use esse ímpeto para orientar uma nova iniciativa ou para iniciar sua própria empresa, você começará a realmente causar um grande impacto.

Você se tornará um líder, capaz de reunir uma organização de pessoas em torno de uma meta coletiva significativa e entregar os resultados para alcançá-la.

Ron Ashkenas é consultor empresarial, especialista em transformação organizacional e autor de vários best-sellers sobre liderança e gestão.

Lideranças Radicais

Se você é um profissional de negócios, faz parte da gestão de um grupo de estudos ou pretende entrar para a política e busca se tornar um grande líder, precisará de experiência e educação continuada para desenvolver suas habilidades de liderança ao máximo potencial.

O Lideranças Radicais é o curso ideal para te ajudar a se tornar um líder melhor. Além do conteúdo, com o LR você entra para a nossa comunidade exclusiva de líderes e tem a oportunidade de conviver com quem está fazendo a diferença no Brasil.

, ,

Avatar

Por:

Desde 2015 o Ideias Radicais busca difundir o libertarianismo e ajudar a construir uma sociedade livre.

Relacionados

BitPreço