50 frases de Ayn Rand

A filósofa russa Ayn Rand é a criadora do Objetivismo. Ensaísta e romancista, de obras como A Nascente (1943) e A Revolta de Atlas (1957), ao longo de sua vida e obra se opôs à ideologias coletivistas e se colocou em defesa da razão, do individualismo e do sistema de livre mercado.

Selecionamos 50 frases que ajudam a sintetizar algumas de suas principais ideias.

Frases de Ayn Rand sobre o objetivismo

Minha filosofia, na sua essência, é o conceito de Homem como um ser heroico, tendo a felicidade como o propósito moral da sua vida, a conquista produtiva como sua mais nobre atividade, e a razão como seu único referencial.

A felicidade é aquele estado de consciência que procede da realização de nossos valores.

As pessoas acham que o mentiroso triunfa sobre suas vítimas. O que aprendi é que uma mentira é um ato de autoabdicação, porque quem mente entrega sua realidade à pessoa para quem a mentira se dirige, tornando-se servo daquele indivíduo, ficando condenado dali em diante a falsear a realidade tal qual ela exige. E, ainda que se consiga atingir o objetivo imediato visado pela mentira, o preço que se paga é a destruição daquilo que se pretendia obter. O homem que mente para o mundo é escravo do mundo dali em diante.

Sentir pena dos culpados é trair os inocentes!

O argumento pela intimidação é uma confissão de impotência intelectual.

A minha felicidade não é um meio para qualquer fim. Ela é o fim. É o seu próprio objetivo. É o seu próprio propósito.

A razão não é automática. Os que a negam não podem ser conquistados por ela.

Nada pode tornar moral a destruição dos melhores. Não se pode ser punido por ser bom, ou pagar por ter sido hábil.

A sua mente é o seu único juiz da verdade — e, se os outros discordam do seu veredicto, a realidade é a última instância de apelação.

Integridade é a capacidade de defender uma ideia em que você acredita.

Quando você estabelece que uma alternativa é boa e outra é má, não há justificativa para a escolha de uma mistura. Não há nenhuma justificativa para escolher qualquer parte do que você conhece ser ruim.

Frases de Ayn Rand sobre o individualismo

Não cometa o erro dos ignorantes de pensar que um individualista é um homem que diz: “Eu farei o que quiser às custas de todos”. Um individualista é um homem que reconhece os direitos individuais inalienáveis ​​do homem – os seus próprios e os dos outros.

O individualismo considera o homem – todo homem – como uma entidade independente e soberana que possui um direito inalienável à sua própria vida, um direito derivado de sua natureza como ser racional.

Todos têm o direito de tomar suas próprias decisões, mas nenhum tem o direito de forçar sua decisão sobre os outros.

Não se sacrifique por ninguém e muito menos espere que alguém se sacrifique por você.

O homem que não valoriza a si mesmo, não pode valorizar nada nem ninguém.

Para dizer “Eu te amo” é necessário saber primeiro como dizer “eu”.

Eu poderia morrer por você. Mas não poderia viver, e não viveria, por você.

Aprenda a valorizar a si mesmo, o que significa: lute pela sua felicidade.

Você pode ignorar a realidade, mas não pode ignorar as consequências de ignorar a realidade.

A riqueza é o produto da capacidade humana de pensar.

Sobre liberdade

Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada; ao comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; ao perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em autossacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada.

Há apenas duas formas de os homens lidarem uns com os outros: armas ou lógica. Força ou persuasão. Aqueles que sabem que não podem vencer por meio da lógica sempre recorrem às armas.

A menor minoria na Terra é o indivíduo. Aqueles que negam os direitos individuais não podem se dizer defensores das minorias.

Liberdade (s.): Não pedir nada. Não esperar nada. Não depender de nada.

O declínio da liberdade de um país, é o declínio de sua própria prosperidade.

Eu guardo meus tesouros: meus pensamentos, minha vontade, minha liberdade. E o maior deles é a liberdade.

Os direitos individuais não estão sujeitos a votação pública; uma maioria não tem o direito de votar sobre os direitos individuais de nenhuma minoria.

“A liberdade de expressão dos indivíduos privados inclui o direito de não concordar, de não ouvir e de não financiar os próprios antagonistas.”

No início, o homem foi escravizado pelos deuses. Mas ele quebrou essas correntes. Então ele foi escravizado pelos reis. Mas ele também quebrou essas correntes. Ele foi escravizado por seu nascimento, por seus parentes e por sua raça. Mas ele quebrou todas essa s correntes. Ele declarou a todos os seus irmãos que, um homem, tem direitos que nem deuses, nem o rei, nem os outros, podem tirar-lhe, independentemente do seu número, pois o dele é o direito do homem, e não há direito na Terra acima desse direito. E sempre que esse direito não for respeitado, com certeza, o sangue será derramado.

Frases de Ayn Rand sobre coletivismo

O racismo é a forma mais baixa e mais cruelmente primitiva do coletivismo. É a noção de atribuir significado moral, social ou político à linhagem genética de um homem — é a noção de que os traços caracterizadores e intelectuais de um homem são produzidos e transmitidos por sua química corporal interna. O que quer dizer, na prática, que um homem deve ser julgado, não por sua índole ou ações, mas pelas índoles e ações [atribuídas à] um coletivo de antepassados.

Qualquer alegado “direito” de um homem, que exige a violação dos direitos de outro, não é e não pode ser um direito.

Quem reivindica o direito de redistribuir a riqueza produzida pelos outros, reivindica o direito de tratar os seres humanos como bens móveis.

O socialismo é a doutrina de que o homem não tem o direito de existir por si mesmo, que sua vida e sua obra não lhe pertencem, mas pertencem à sociedade, que a única justificativa de sua existência é seu serviço à sociedade e que a sociedade pode descartá-lo de qualquer maneira que lhe agrade, em nome do que julga ser o bem tribal e coletivo.

Como não existe tal entidade como “o público”, já que o público é apenas um número de indivíduos, a ideia de que “o interesse público” substitui interesses e direitos privados pode ter apenas um significado: que os interesses e direitos de alguns indivíduos têm precedência sobre os interesses e direitos dos outros.

A criação vem antes da distribuição – ou não haverá nada para distribuir.

O fascismo, o nazismo, o comunismo e o socialismo são variações superficiais de um mesmo tema monstruoso: o coletivismo.

Coletivismo significa a subjugação do indivíduo a um grupo – não importa se a uma raça, classe ou estado. O coletivismo sustenta que o homem deve estar acorrentado à ação coletiva e ao pensamento coletivo em prol do que é chamado de “bem comum”.

Sobre o estado

A única maneira de um governo estar a serviço da prosperidade nacional é mantendo suas mãos fora dela.

Me oponho a todas as formas de controle; defendo uma economia absoluta de laissez-faire, livre e não regulamentada. Sou pela separação do estado e da economia, assim como tivemos separação de estado e igreja, o que levou à coexistência pacífica entre diferentes religiões.

Se um homem de negócios comete um erro, ele sofre as consequências. Se um burocrata comete um erro, você sofre as consequências.

Potencialmente, um governo é a ameaça mais perigosa para os direitos do homem: possui um monopólio legal sobre o uso da força física contra vítimas legalmente desarmadas.

A inflação não é causada pelas ações de cidadãos privados, mas pelo governo: por uma expansão artificial da oferta monetária necessária para apoiar os gastos deficitários. Nenhum fraudador ou assaltante de bancos na história jamais roubou as economias das pessoas numa escala comparável à pilhagem perpetrada pelas políticas fiscais dos governos estatistas.

Uma sociedade que rouba do indivíduo o produto de seu esforço… não é estritamente uma sociedade, mas uma multidão reunida pela violência de gangues institucionalizadas.

O estatismo precisa de guerra; um país livre não. O estatismo sobrevive pelos saques; um país livre sobrevive produzindo.

A diferença entre um estado social e um estado totalitário é mera questão de tempo.

Sobre o capitalismo

Em uma sociedade capitalista, todas as relações humanas são voluntárias. Os homens são livres para cooperar ou não, para lidar uns com os outros ou não, Para determinar seus próprios julgamentos, preferências e interesses.

O capitalismo foi chamado de sistema da ganância. No entanto, é o sistema que elevou o padrão de vida de seus cidadãos mais pobres a um nível que nenhum sistema coletivista ou grupo tribal poderia jamais conceber.

O capitalismo não criou a pobreza — ele a herdou. Comparado aos séculos pré-capitalistas de inanição, as condições de sobrevivência dos pobres nos primeiros anos de capitalismo foram a primeira chance que os pobres tiveram para sobreviver.

O capitalismo não é um sistema do passado, é um sistema do futuro, se é que a humanidade vai ter algum futuro.

, , , ,

Avatar

Por:

Head de Conteúdo do Ideias Radicais.

Relacionados

Ludwig von Mises

Quem foi Ludwig von Mises: reconhecido líder da Escola Austríaca

Além de suas contribuições no campo da praxeologia, Ludwig von Mises não abria qualquer tipo de concessão ao intervencionismo estatal.

, , , , , , , , , , , , , ,